Eu e o meu corpo Núcleo de Medicina

A capacidade de digerir a lactose



O leite é o alimento, o excelente e insubstituível alimento, das crias dos mamíferos até estas terem dentes que lhe permitam diversificar, gradualmente, a alimentação.

O leite de mulher é o alimento, o excelente e insubstituível alimento, para o seu bebé até que este seja capaz de mastigar e ingerir uma alimentação diversificada.
 
Mas será o leite de vaca, ou de outro mamífero, uma bebida adequada para os humanos depois de já terem a dentição completa e capacidade de comer todo o tipo de alimentos?...

A capacidade de digerir a lactose

Para fazer a digestão do açúcar do leite - a lactose - (saiba mais) é necessária a presença no estômago de uma enzima específica, a lactase.

Na falta de lactase, a digestão do leite fica incompleta. A pessoa sente mal-estar digestivo, flatulência, digestão lenta, o intestino altera o seu funcionamento podendo ter diarreia ou obstipação e cólicas abdominais.

A lactase (saiba mais) é produzida pelo estômago dos mamíferos durante os primeiros anos de vida. Com o completar da dentição e o avançar da idade a produção de lactase vai diminuindo até poder desaparecer totalmente.

Quando a pessoa não produz lactase suficiente diz-se que é intolerante à lactose. Só será capaz de tolerar a ingestão do leite ao qual foi retirada a lactose – leite sem lactose.

De entre a população da bacia do mediterrâneo - europeus do sul, árabes, judeus e norte africanos, que tem características genéticas comuns - 80% dos adultos não têm capacidade de produzir lactase e portanto não tem capacidade de digerir bem o leite.

Os alimentos lácteos fermentados não contêm lactose.

Durante o processo de transformação do leite em iogurte, keffir, qualquer tipo de queijo, coalhada ou requeijão, a lactose é usada pelas bactérias fermentadoras e transformada noutras substâncias.

Por esta razão muitos adolescentes e adultos intolerantes à lactose, não digerem bem o leite mas sentem-se bem quando consomem os diversos alimentos fermentados lácteos.


EsmeraldAzul – para uma vida saudável, consciente e sustentável.


0 comentários

Entrar

Deixe o seu comentário

em resposta a