Alimentação saudável Helena Santos

Alguns sintomas digestivos que não podemos ignorar

O nosso sistema digestivo é de extrema importância e todos os dias cuidamos dele ou agredimo-lo através de uma alimentação saudável ou incorrecta, respectivamente.

A informação sobre alimentação e estilo de vida saudável está em todo o lado e por vezes é difícil distinguir o que realmente é verdade e faz sentido para nós. Mas, ao ouvirmos/sentirmos os sinais do nosso corpo, saberemos identificar se algo não está bem e devemos fazer alterações para voltar a um equilíbrio que nos permita sentir (muito) bem!


Desconforto digestivo meia hora a 2 horas depois de comer

Se depois de comer certas refeições sente inchaço abdominal, cólicas, ouves muitos barulhos na barriga, tem fezes moles e por vezes até vomita, pode ser intolerante à lactosee ainda não deu conta da situação.

A intolerância à lactose (saiba mais) fica por vezes mascarada sob a forma de pequenas indigestões e vai passando despercebida. Peça um exame ao seu médico para confirmar, ou simplesmente retire por uns tempos todo o leite (saiba mais) e derivados (e produtos que os contenham) e veja como se sente.

Embora a doença celíaca diagnosticada na vida adulta possa também ter diversos sinais não digestivos (saiba mais), estes sinais digestivos descritos podem também significar que deve eliminar o glúten (saiba mais). Faça também experiências e confirme com análises.

Dores de estômago

Nenhum alimento é mais ácido do que o nosso estômago, o que quer dizer que em situações normais, alimentos ácidos não devem causar-lhe desconforto gástrico.

Se isso acontecer é porque a sua barreira gástrica não está saudável como devia e a sua parede do estômago pode estar a ser lesada pelo que come. Não ignore a dor e não tome medicação que mascare o sintoma. Informe o seu médico e faça as análises necessárias para verificar se já tem alguma alteração que necessite de tratamento.

Controlar (saiba mais) o stress, (saiba mais) para além de mudanças alimentares, é uma excelente opção.


Halitose

Mau hálito quase contante pode ser sinal de diversas situações, excluindo a falta de higiene oral ou o excesso de horas sem comer e a consequente formação de corpos cetónicos que causam um odor desagradável.
Podemos estar na presença, por exemplo de uma intolerância à lactose, refluxo gastro esofágico, gengivite ou pode estar simplesmente a beber pouca água. Não se desleixe e procure a causa!

Alteração na forma das fezes

Este é um assunto que por muito difícil que seja de abordar, é muito pertinente.
Por exemplo, se as fezes são sempre muito duras e por isso causam até fissuras e sangramentos, está a ingerir de certeza pouca água e precisa de mais diariamente.


Já se as fezes tiverem a forma de "bolinhas” pode menos "bactérias benéficas” do que necessita, estar a beber pouca água, a comer pouca fibra ou as três opções todas juntas. A toma de probióticos (saiba mais) deve ser ponderada.



Intestino que não funciona regularmente

Nem todos funcionamos regularmente ou todos os dias, mas menos do que 2 vezes por semana pode ser problemático.

Se assim é, sofre de obstipação (saiba mais) e deve repensar a sua alimentação e estilo de vida.

Pode estar a faltar-lhe exercício, consumo de frutas/legumes/sementes/cereais integrais, beber mais água ou mesmo um bom probiótico.

A toma de medicamentos que aliviam no momento desconfortos digestivos, que ajudam o intestino a funcionar ou que refrescam o hálito, não são a solução de base para os seus sintomas! Ouça o seu corpo e fale com um profissional de saúde!


EsmeraldAzul – para uma vida saudável, consciente e sustentável.


0 comentários

Entrar

Deixe o seu comentário

em resposta a