Terapias Complementares Cristina Sales

Frieiras? Gigko Biloba ajuda a prevenir!

Inverno, frio, vento, vida ao ar livre, para algumas pessoas estão sempre acompanhados de frieiras.
Frieiras é o nome popular dado em Portugal – e não no Brasil – às lesões provocadas na pele por uma sensibilidade excessiva ao frio.
As frieiras, caracteristicamente, aparecem nas zonas mais expostas ao frio e onde a circulação sanguínea é mais vulnerável: nos dedos, nas mãos, nos pés, no nariz e nas orelhas.
São lesões avermelhadas ou arroxeadas, com ou sem bolhas mas com algum grau de inflamação e inchaço local e provocam muito prurido e alguma dor.

Como tratar as frieiras?

Não há tratamento específico e eficaz para as frieiras.
Desaparecem com a chegada dos dias amenos da primavera, ou como o povo diz, "o seu tratamento são os pós de maio”!
Para aliviar os sintomas podem aplicar-se pomadas com efeito anestésico, anti-pruriginoso e calmante.


Frieiras – a única solução é prevenir!

Se o frio lhe costuma provocar frieiras, ponha em prática estes nossos conselhos desde antes dos primeiros frios do outono e até ao fim do inverno:

Tome Gingo Biloba

Os princípios ativos da planta Ginkgo Biloba activam a microcirculação periférica, quer dizer, facilitam a circulação sanguínea nos artérias mais pequenas que estão mais afastadas do coração. É o caso da pele e das extremidades das mãos, pés, orelhas e nariz, os locais mais apetecíveis para as frieiras.
Tome Ginkgo Biloba todos os dias de manhã, antes ou durante o pequeno-almoço, na dose média recomendada pelo fabricante.
Se está medicado com anti-coagulantes não deve tomar Ginkgo Biloba.


Use vestuário adequado

Antes de se expor ao frio intenso, escolha calçado que mantenha o calor, use meias de aquecimento, calce luvas e use um gorro com proteção para as orelhas.


Fuja do calor intenso e da água muito quente

As frieiras são uma consequência da dificuldade de adaptação do corpo a mudanças bruscas de temperatura.
A exposição a calor intenso ou a água demasiado quente, pode facilitar a formação de frieiras nas pessoas susceptíveis.


Evite mudanças bruscas de temperatura ambiente

Depois de estar num ambiente aquecido, não saia diretamente para a rua, num dia frio de inverno. Permaneça alguns minutos numa zona da casa não tão aquecida para que o seu corpo se possa adaptar de forma gradual ao frio.
De igual forma, quando vem da rua num dia gelado, controle a tentação de se precipitar para a lareira ou o aquecedor e nunca vá coloque água quente nas mãos ou a cara!

EsmeraldAzul – para uma vida saudável, consciente e sustentável


Este texto foi publicado em 2013-10-15 na Quinzena Prevenir & Tratar, em 2013-03-22 na Quinzena Intoxicar & Desintoxicar, em 2013-11-21 ma Quinzena Calor & Frio


0 comentários

Entrar

Deixe o seu comentário

em resposta a