Psicologia positiva Paula Costa

Quando estou “fora” de mim! Em quem me transforma a Raiva?

Quem nunca sentiu uma estranha sensação de estar fora de si e de apresentar comportamentos e verbalizações que, observados posteriormente e racionalmente, em nada se identificam com a nossa forma de ser e sentir?

Que emoção é essa?

A raiva é uma emoção básica (saiba mais) do ser humano podendo ser adaptativa ou destrutiva de acordo com a sua intensidade e expressão.

A raiva é um problema importante nos dias de hoje com consequências negativas em muitos aspectos da vida como por exemplo nas relações afetivas, no local de trabalho, nas relações pais e filhos, nos comportamento de condução e outros.

São estilos de pensamento que nos conduzem muitas vezes a comportamentos de raiva!


Vejamos:
insulta o condutor á sua frente (pensamento- não devia andar na estrada); o seu filho porque não atendeu o Telemóvel (pensamento- para os amigos está sempre disponível).

Pensamentos de raiva podem ser acompanhado por tensão muscular, dores de cabeça ou um aumento da frequência cardíaca. As expressões verbais e físicas de raiva servem de aviso para os outros sobre o nosso desagrado e eventual "ataque” .

Estratégias para lidar com a raiva:
  • Expressá-la de forma assertiva (implica sabermos quais as nossas necessidades, e como queremos alcançá-las com respeito por si e pelo outro).
  • Converter essa emoção num comportamento mais positivo/construtivo. Essa estratégia pode passar por uma restruturação cognitiva ou seja, alterarmos a forma de pensar.
  • Ser capaz de ouvir e observar evitando conclusões precipitadas
  • Aprender e saber aplicar técnicas de relaxamento (saiba mais):
    • Saber respirar
    • Repetir frases que induzam a estados de relaxamento e bem estar
    • Perceber e aceitar que os problemas existem e que nem todos tem a solução que desejamos
    • Alterar os estímulos que desencadeiam essa emoção.
Essa emoção, normal no ser humano, tem o seu lado positivo:

É uma reação de luta ou fuga, é uma forma de expressar emoções negativas, uma resposta adequada à injustiça, motiva- nos para a competição (ex. das negociações comerciais), a  corrigir os erros e a procurar soluções.

A expressão "estou fora de mim” reflete exatamente aquilo que não pode acontecer: o deixar- se dominar pela raiva e conduz-nos à perceção que somos capazes de controlar os nossos comportamentos.

Ao não se reconhecer, questiona a emoção. E, assim, volta a si! De forma mais calma e serena!
 

EsmeraldAzul – para uma vida saudável, consciente e sustentável. 


0 comentários

Entrar

Deixe o seu comentário

em resposta a