Alimentação saudável Helena Santos

Rentabilize o seu tempo na cozinha


Quando o que se pretende é uma refeição rápida, nem sempre nos ocorre o mais saudável. Mas a sua saúde não tem de ser prejudicada se durante a semana não tem muito tempo para cozinhar.

Basta que periodicamente passe algum tempo na cozinha e deixe muitas opções prontas para quando o tempo aperta! Até a sua conta de eletricidade pode diminuir.

Cozinhar grandes quantidades e congelar é a melhor forma de rentabilizar o tempo na cozinha!




Faça uma grande panela de sopa! Depois de cozinhada deixe arrefecer e coloque em recipientes individuais ou com capacidade para 2 pessoas. Coloque estes recipientes no congelador no mesmo dia em que fizer a sopa. Não congele sopas com batata ou com carne/peixe.

De manhã, antes de sair de casa só tem de retirar um ou vários recipientes do congelador. Na hora de consumir só precisa de aquecer. Se a congelação for bem feita, a sua sopa não perde valor nutricional. Para o sabor ficar totalmente igual à sopa fresca, não a reaqueça no microondas, deve aquecer no fogão e deixar ferver pouco tempo.

Sugestão de refeição rápida: sopa de legumes + salada de legumes variados com salmão fumado + 1 peça de fruta.

 



Só quem nunca provou molho de tomate feito em casa é que pode achar que é igual a polpa de tomate. O sabor do molho feito com tomates frescos é inconfundível, mas pode demorar muito tempo a cozinhar.

Assim, num dia que tenha uma grande quantidade de tomates frescos, cozinhe-os com cebola, alho e azeite. Depois de este preparado estar cozinhado, pode triturar ou deixar inteiro. Congele em recipientes pequenos o molho de tomate ou a mistura dos tomates inteiros mas já cozinhados. Descongele sempre que necessário.

Sugestões rápidas:
  • Ovos escalfados em molho de tomate;
  • Arroz de tomate com feijão;
  • Bolonhesa – cozinhe a carne picada no molho de tomate e coza massa à parte.




Se guisar ou estufar carne, pode congelar e aproveitar para fazer uma refeição rápida numa próxima vez. Tem a opção de congelar a carne com o molho em que a confeciona, ou congelar a carne já cozinhada aos pedaços (isentos de molho) e depois só a aquecer no molho de tomate também descongelado nesse dia.

Muito rapidamente pode fazer jardineiras, guisados e feijoadas, uma vez que a carne que seria o mais demorado a cozer, já está cozinhado.



Muitas das leguminosas já cozidas são vendidas enlatadas, o que não é muito amigo do ambiente e pode significar migração de compostos para os alimentos. Prefira leguminosas cozinhadas que se vendam em frascos de vidro – o grão-de-bico é o que mais se comercializa desta forma.

O ideal é que as cozinhe em casa. Para usar feijão de forma rápida, só tem de demolhar o seu feijão e cozê-lo em grandes quantidades. Congele em recipientes pequenos e assim a qualquer momento poderá ter uma refeição simples como: arroz + feijão + legumes que é uma refeição nutricionalmente completa.

Estufado de favas também é um prato que fica delicioso mesmo depois de congelado.


Cuidados a ter na congelação:

  • Congelar no próprio dia em que confeciona, mas só depois do alimento arrefecer.
  • Não congelar em recipientes grandes, preferir recipientes pequenos (ou doses pequenas) pois a congelação será mais rápida e eficaz. Há menor probabilidade de alteração de sabor e da qualidade do produto.
  • Organizar o congelador, juntando os alimentos por categorias (carne, peixe, sopas,…) e colocando o alimentos mais recentes atrás e os mais antigos à frente.
  • Alguns legumes devem ser branqueados antes de serem congelados para durarem mais tempo, veja aqui como o fazer.
  • Coloque uma etiqueta em tudo o que congela para ter noção de que produto está no recipiente e em que data o congelou.
  • Certifique-se de que congela em embalagens bem fechadas caso contrário, os alimentos podem queimar por ação do frio. Se congela em sacos plásticos, retire o ar que conseguir. Prefira embalagens/sacos próprios para congelar, noutros recipientes os alimentos duram menos tempo.
  • Congelar apenas produtos frescos. A congelação não vai melhorar as características do alimento.
  • Alguns alimentos podem ser usados directamente do congelador (sopas, guiados), mas a carne e alguns peixes devem ser sempre descongelados antes de serem utilizados.
  • Não recongelar.- Periodicamente descongele o congelador, principalmente se já nota acumulação de gelo nas paredes, o que é sinal de que o equipamento está a ser ineficaz.

O que não congelar:

  • Ovos com casca – vão partir;
  • Ovos cozinhados;
  • Legumes com grande conteúdo de água como alface, pepino, rebentos, rabanetes, tomates – ficam moles e desagradáveis;
  • Ervas aromáticas como salsa, manjericão ficam castanhas;
  • Molhos à base de ovos vão separar e coalhar. Os ovos devem comer-se sempre frescos bem como os molhos que tenham ovos;
  • Iogurte, creme de queijo, creme de leite, queijo fresco.

 A congelação pode por isso ser uma aliada na sua alimentação diária. Experimente e vai sentir a diferença principalmente porque vai poder variar de alimentos!


EsmeraldAzul – para uma vida saudável, consciente e sustentável.


0 comentários

Entrar

Deixe o seu comentário

em resposta a