Quintal bio - Rúbricas

Espargo – uma hortícola perene na horta
Quintal bio - Rúbricas -  1
Quintal bio Jorge Ferreira
Na horta biológica também podemos ter a mesma cultura por vários anos. É o caso do espargo que se planta para 10 anos na mesma terra e se colhe a partir do ano seguinte à plantação.

É uma planta herbácea perene, dióica, com diferentes espécies silvestres e comestíveis, e com uma espécies cultivada com muitas variedades, umas mais para produzir espargo verde (ou roxo) e outras para espargo branco.

O cultivo biológico quando dedicado ao espargo verde, é relativamente fácil desde que o terreno seja adequado à cultura e bem preparado sem ervas vivazes de difícil monda.

  Continuar a ler
Nesta quinzena: Próximo & Distante II
Quinzena passada: Fácil & Difícil II
Pragas, doenças e tratamentos fitossanitários
Quintal bio - Rúbricas -  2
Quintal bio Jorge Ferreira
No quintal de inverno a necessidade de proteção fitossanitária é menor que noutras estações do ano, pois o frio também evita grande parte das pragas e doenças das culturas.

Ainda assim pode ser necessário intervir nalguns casos mais problemáticos, sempre que possível com medidas preventivas e em último recurso com tratamentos fitossanitários (fungicidas, inseticidas, moluscicidas, etc.). Na horta em estufa surgem problemas que normalmente não atacam hortícolas de ar livre, como a podridão-cinzenta ou botritis.

Neste artigo são indicadas as medidas preventivas e alguns tratamentos biológicos para as principais pragas e doenças que podem atacar no Inverno.

  Continuar a ler
Quinzena iniciada em 5 de Dezembro de 2016: Condimentos na Saúde
O alho é um alimento, condimento e um biopesticida
Quintal bio - Rúbricas -  3
Quintal bio Jorge Ferreira
O alho é uma planta versátil e muito útil, pois é alimento, condimento e biopesticida.

Nesta época do ano, o seu cultivo requer especial cuidado para evitar o apodrecimento e permitir que continue a crescer. Falamos aqui desses cuidados, em especial da drenagem e da armação do terreno em cama alta.

Também abordamos a utilização menos habitual do alho, na agricultura como biopesticida.

  Continuar a ler
Quinzena iniciada em 15 de Agosto de 2016: Cozinhar & Comer
Primeiras colheitas de Verão - Aliáceas
Quintal bio - Rúbricas -  4
Quintal bio Jorge Ferreira
Na horta ao ar livre as Aliáceas, como a cebola, são culturas de Primavera que em geral de colhem no início do Verão.

Com o aproximar da colheita, nas variedades serôdias há que ter alguns cuidados para que se alcance a melhor qualidade de conservação, sendo um dos cuidados mais importantes a gestão da rega.

Quando a rama da cebola começa a tombar, a colheita aproxima-se e a rega deve ser interrompida no caso de a terra ter alguma capacidade de armazenamento de água. Em solos mais arenosos, reduz-se progressivamente a rega até se parar em definitivo.

  Continuar a ler
Quinzena iniciada em 4 de Julho de 2016: Super Alimentos
Consumir mais antioxidantes é um pilar fundamental da saúde humana
Quintal bio - Rúbricas -  5
Quintal bio Jorge Ferreira
A melhor qualidade dos alimentos de agricultura biológica está cientificamente provada, tendo sido publicado em Julho 2014 o estudo mais completo sobre o assunto.
 
Esta publicação trata os dados de 343 estudos comparativos publicados em revistas científicas, relativos a importantes parâmetros de qualidade – antioxidantes, cádmio, nitratos e nitritos, e resíduos de pesticidas.

  Continuar a ler
Quinzena iniciada em 6 de Junho de 2016: Saúde Masculina
Plantações de Primavera - cucurbitáceas
Quintal bio - Rúbricas -  6
Quintal bio Jorge Ferreira
Na horta ao ar livre as várias espécies e variedades hortícolas da família das cucurbitáceas são semeadas e plantadas na Primavera.

São culturas de fruto (abóbora, aboborinha ou courgette, melão e meloa, melancia, pepino), que precisam de calor para se desenvolverem e por isso são semeadas na Primavera para darem fruto no Verão.

Também aqui devemos dar prioridade às variedades tradicionais. No caso do pepino já se encontram poucas em cultivo e praticamente nenhumas em mercado de semente. A variedade "Rendado de Santulhão”, que plantamos na nossa horta, é uma das poucas que ainda resta.

  Continuar a ler
Quinzena iniciada em 9 de Maio de 2016: Saúde Feminina
Glifosato no corpo humano – um grave problema a resolver
Quintal bio - Rúbricas -  7
Quintal bio Jorge Ferreira
A Organização Mundial de Saúde, através da sua estrutura especializada IARC, declarou em 2015 o glifosato como "carcinogénio provável para o ser humano". 

Em Portugal não há análises oficiais de glifosato, nos alimentos, na água ou nas pessoas. Em 2016 a Plataforma Transgénicos Fora tomou a iniciativa de mandar analisar urina humana e alguns alimentos. No caso da urina as análises evidenciaram níveis inesperados e absolutamente assombrosos deste contaminante em todos os voluntários envolvidos. Para resolver este problema são necessárias práticas de controlo das ervas, alternativas ao glifosato e aos restantes herbicidas.


  Continuar a ler
Quinzena iniciada em 11 de Abril de 2016: Passageiro & Definitivo
Colheitas de inverno - cenouras e outras apiáceas
Quintal bio - Rúbricas -  8
Quintal bio Jorge Ferreira
Na horta ao ar livre as várias espécies e variedades hortícolas da família das apiáceas semeadas no Outono e no inverno, são colhidas na primavera.

São culturas de raiz (cenoura, pastinaca), folha (aipo, coentros, salsa), ou de semente (anis, aneto, cominhos), algumas já cultivadas há milhares de anos.

As variedades têm tido uma grande evolução, onde se destaca a cenoura que só começou a ser cor-de-laranja a partir do século XVI, quando aparecem pela primeira vez documentadas. Até então as cenouras cultivadas tinham raízes púrpuras ou amarelas, tal como a variedade "Pau Roxo” do Baixo Alentejo e interior do Algarve.
  Continuar a ler
Quinzena iniciada em 28 de Março de 2016: Biológico & Ecológico
Glifosato - O herbicida mais usado em Portugal é cancerígeno
Quintal bio - Rúbricas -  9
Quintal bio Margarida Silva & Jorge Ferreira
A Organização Mundial de Saúde, através da sua estrutura especializada IARC - Agência Internacional para a Investigação sobre o Cancro sediada em França, declarou o glifosato (junto com outros pesticidas organofosforados) como "carcinogénio provável para o ser humano".

Esta classificação significa que existem evidências científicas suficientes de que o glifosato causa cancro em animais de laboratório e que existem também provas diretas para o mesmo efeito em seres humanos, embora mais limitadas.

  Continuar a ler
Quinzena iniciada em 14 de Março de 2016: Próximo & Distante
As colheitas de inverno
Quintal bio - Rúbricas -  10
Quintal bio Jorge Ferreira
No inverno mediterrânico de influência atlântica, podem cultivar-se na horta ao ar livre várias espécies e variedades hortícolas que permitem uma razoável diversidade alimentar.

As couves, nos seus vários tipos, são as principais mas não as únicas. Ainda da mesma família e também resistentes ao frio temos os nabos, os rábanos e os rabanetes.

De outras famílias botânicas podemos cultivar e colher, acelgas (verde, vermelha), alface, alho-francês, cenoura, fava, pastinaca.

  Continuar a ler
Quinzena iniciada em 1 de Fevereiro de 2016: Fácil & Difícil
As leguminosas no ano internacional – a fava
Quintal bio - Rúbricas -  11
Quintal bio Jorge Ferreira
Em parte pelo seu valor nutritivo e pelas potencialidades que as leguminosas têm para ajudar a resolver o problema da fome no mundo, a FAO declarou 2016 como o ano internacional das leguminosas secas (ou proteaginosas dado o elevado teor de proteínas e de aminoácidos essenciais).

Este artigo é dedicado a uma delas - a fava (Vicia faba), uma das primeiras a ser cultivada e consumida, em especial na região mediterrânica, onde o seu cultivo é milenar e tem as condições agroclimáticas adequadas.

  Continuar a ler
Quinzena iniciada em 18 de Janeiro de 2016: Curas & Tratamentos
Tratar a horta no inverno – caracóis e lesmas
Quintal bio - Rúbricas -  12
Quintal bio Jorge Ferreira
No inverno mediterrânico, com chuva e com calor suficiente para a atividade dos caracóis e das lesmas na horta, é preciso proteger os legumes destas pragas.

Existem alguns predadores que podem dar uma ajuda, em especial os ouriços e os insetos carabídeos e estafilinídeos, mas nem sempre estão presentes um número suficiente.

Quando a sua atividade não chega para impedir os prejuízos, podemos recorrer a um dos 3 moluscicidas homologados em Portugal – o fosfato férrico.

  Continuar a ler