Eu saudável Helena Santos

Sabe comer a fruta?



Todos sabemos que é importante comer fruta todos os dias, várias vezes ao dia.
A fruta fornece-nos vitaminas, minerais, fibras, água, antioxidantes e é sem dúvida um aliado da sua saúde.

Pequenos cuidados são simples de pôr em prática:
  • Coma fruta da época;
  • Sempre que puder coma fruta biológica;
  • Varie nas cores ao longo da semana e no mesmo dia;
  • Coma pelo menos 3 peças de fruta por dia;
  • Evite ao máximo o consumo de fruta em calda; utilize o sumo da laranja ou do limão para regar a sua salada de fruta;
  • Frutos secos e oleaginosos fazem parte de um grupo diferente pois as suas características nutricionais são distintas.

Outras questões mais complexas podem também ser colocadas:

Será que estou a comer fruta a mais?

Como em tudo na vida, o bom senso deve reinar no consumo de fruta. Se só come 1 ou 2 peças de fruta por dia com certeza que está a comer pouca fruta; se passa o dia a comer fruta e de cada vez come mais do que 2 peças de fruta com certeza que está a comer fruta a mais. Se come 1 peça de fruta a todas as refeições não nos parece que isso seja exagerado.

Claro que cada indivíduo é único e para cada caso deve ser verificado se a quantidade está a ser a mais ou não. Se come entre 3 a 6 peças de fruta, se o seu peso se mantêm estável e se os seus níveis de açúcar são normais está no caminho certo.

Devo comer a fruta com ou sem casca?

Na casca está muita fibra, vitaminas e compostos de grande valor nutricional como os compostos fenólicos. Existem casos em que a casca da fruta tem tanto ou mais importância que a própria polpa.

Mas podem também estar alojados na casca muitos pesticidas. Se acha que a sua fruta tem algum agente de tratamento na casca ou se quer diminuir um pouco a exposição a pesticidas retire a casca (só lavar não basta).

Mas se confia nos produtos que está a comer ou se está a comer biológico - coma a fruta na sua integra!

Posso comer a fruta isolada ou devo acompanhar sempre com outro alimento?

Dependendo do valor de fibra da fruta, esta pode ser absorvida de forma mais rápida ou mais lenta. Mas de uma forma geral, as frutas são rapidamente digeridas e absorvidas, pelo que será melhor (principalmente se é diabético ou começa a ter alguma desregulação da glicemia) se juntar algum alimento com proteínas, gordura ou fibras.

Bons exemplos: fruta + iogurte natural; fruta + amêdoas/nozes/avelãs; fruta + queijo fresco; fruta + sementes.

Muitas vezes sugere-se que se junte fruta com bolacha, mas na nossa opinião, isso só faz sentido se esta bolacha for feita com cereais integrais ou se estivermos a falar de uma fatia de pão de sementes ou integral.

Devo comer a fruta antes ou depois da refeição, no caso de a querer comer ao almoço/jantar? E posso misturar ou devo comer só um tipo de fruta?

Se no fim da refeição não fica com a barriga distendida ou a sentir muita formação de gás é porque para si não faz grande diferença comer a fruta antes ou depois. Em termos de digestão, a fruta não é digerida quimicamente no estômago e teoricamente é muito difícil a fermentação da fruta neste órgão. Mas na prática, muitas são as pessoas que sentem que fazem melhor a digestão ou que não ficam "tão enfartadas” quando comem a fruta alguns minutos antes da refeição ou só uma hora depois.

Como em teoria não faz diferença nenhuma e em termos de absorção, vai ter na mesma acesso a todos os nutrientes da fruta, experimente o que funciona melhor consigo.

O mesmo se passa com a mistura de frutas. Supostamente não há problema nenhum em misturar frutas diferentes, mas pessoas com digestões mais sensíveis podem não se sentir tão bem. Se é esse o seu caso, coma só um tipo de fruta de cada vez.

Esta sensibilidade ocorre com mais frequência em pessoas com alteração da acidez do estômago.

O que é o equivalente de uma peça de fruta?

A forma mais simples de perceber é imaginando uma bola de ténis. Uma peça de fruta tem mais ou menos o tamanho de uma bola de ténis. Quando falamos de frutas como uvas/morangos/mirtilos – uma peça de fruta é aproximadamente o que cabe numa chávena almoçadeira, por exemplo 8 morangos.

Aproveite o sabor inconfundível de uma fruta da época e prefira este alimento a outros sem interesse nutricional como bolachas, bolos e sumos industrializados. Use a imaginação, incorpore a fruta em sobremesas, faça smoothies, mas prefira sempre a fruta em natureza.


EsmeraldAzul – para uma vida saudável, consciente e sustentável.

 


0 comentários

Entrar

Deixe o seu comentário

em resposta a