Em casa

Uma casa, a sua casa

A nossa casa, (o nosso Lar), deve ser um local privilegiado de promoção da nossa Qualidade de Vida e de Vivências em Bem estar.

Ao habitarmos um espaço nele confiamos a nossa identidade. Mas não está a nossa Identidade associada ao lugar em que vivemos? Somos os mesmos em espaços diferentes? Não!

Somos influenciados pelo ambiente em que vivemos. A sua casa deve, por isso, ser um espaço de emoções e vivências positivas.
Se quer estar bem em sua casa conheça- se a si próprio. Mais do que isso,  interaja com ela. Identifique os elementos que lhe proporcionam bem-estar, emoções positivas e sensações agradáveis. Identifique e elimine os que lhe causam desconforto.

Alterarmos o nosso modo de viver significa alterarmos o que sentimos e a forma como nos "olhamos”. Sugere Alain de Botton: "olhe para a sua casa como para um amigo, procure- a, cuide-a e exija dela o mesmo de que de um bom amigo".  

Na sua casa constrói e guarda muitas das suas histórias. Para ser essa fiel e activa depositária ela tem de oferecer respostas funcionais e afectivas.


Como construir uma casa Positiva? A Psicologia de Design de Interiores apresenta algumas sugestões:
 
- Esteja atento, na escolha da sua casa, à localização da mesma. O silêncio no ambiente envolvente, a sua luminosidade, a acessibilidade são factores importantes;

- O espaço interior deve agradá  -lo e despertar sensações positivas;

- Faça alterações em sua casa. Não esqueça de criar espaços misteriosos, que o encantem e atraiam (ter algo para além do visível);

- Torne a sua casa num espaço de conforto e de segurança. A disposição dos móveis e a escolha dos materiais é fundamental;

- A sua casa deve espelhar os seus gostos. Escolha o mobiliário e os objectos de acordo com o seu estilo e com o espaço físico e arquitectónico (não esquecendo a importância do conforto e da segurança);

- Segundo estudos efectuados em neurociências o nosso cérebro reage bem a padrões. O equilíbrio das proporções, a regularidade e a ordem tornam uma casa confiável, segura e produtiva;

- Integre em sua casa imagens e elementos da natureza e outros que lhe suscitem memórias felizes;

- Privilegie a luz natural. Deixe, pela manhã que a sua casa se encha de luz. É ela que regula os nossos ciclos biológicos tendo um papel fundamental no nosso humor. Por isso saiba cuidar também da iluminação artificial. (A pensar nisso existem possibilidades muito curiosas de luzes flexíveis adaptadas aos seus diferentes espaços e ambientes emocionais.)


Se a nossa casa nos abrigar estaremos então à vontade para nela nos imaginarmos, criarmos e crescermos. Ou seja, sonharmos! Esta dimensão pessoal mais forte, permite- nos um investimento muito mais eficaz no e sobre o mundo.
Lembre-se que o nosso Lar é a nossa habitação e que, de alguma forma, também nos habita.


0 comentários

Entrar

Deixe o seu comentário

em resposta a